1 de abril de 2008

O mistério de Tainan

sabe essas coisas que acontecem na vida da gente mais que a gente jamais imagina que um dia ira acontecer? entao, fui carimbada, melhor, fui benzida! nao so 1 vez, mas duas vezes!
eu explico!! alias, faz mais de 1 mes que eu disse que iria explicar isso...mas como o tempo esta passando mais rapidamente que a minha capacidade de segui-lo...

domingo dia 17 de fevereiro, foi um dia normal na minha vida, mas jamais pensei que seria um divisor de aguas.
tudo comecou no dia 16, num sabado quando nos fomos a tainan, como eu ja disse em algum lugar ai nos textos abaixo de um passado mais que perfeito. passeamos, fomos a restaurante e andamos muito que é o que turista sabe fazer muito bem!

no sabado tudo ocorreu normalmente e nada de muito significativo nesse dia aconteceu a nao ser o encontro com a monja budista que foi de tirar o folego!
como a beleza esta na simplicidade mesmo! a monja totalmente careca, usando um habito marron e beje sobre uma calca branca, um sorriso lindo no rosto e na mao alguns varios incensos. nada mais!! e linda, totalmente linda, completa e feliz!!
jamais esquecerei a serenidade e a felicidade daquele rosto...

entao, do templo passeamos em mais alguns locais e fomos procurar um local pra comer. o pe tava louco por um pedaco de carne daqueles suculentos que fazem o olho e o estomago dele terem orgasmos de tanto prazer e felicidade! nao foi bem uma picanha que ele encontrou nao, mas deu pra matar a vontade de comer carne!

bom no domingo de manha, saimos (eu sai) em busca de turismo espiritual, ou seja, conhecer os templos mais significativos da cidade o que leva muito tempo porque a cidade é cheia deles. como teriamos que ir embora as 2 da tarde, apesar de estarmos dirigindo a gente tinha hora pra sair, a
escolha dos templos a serem visitados se deu por proximidade entre eles!

logo achamos um complexo de templos que tomava uma area enorme, mas que tambem eram muito proximos. encontra-los foi facil porque estava tendo um tipo de procissao onde um deus era conduzido ao seu templo pelo seus seguidores. as pessoas usavam roupas muito coloridas, os bonecos gigantes tomavam conta da rua num bailado lindo e a banda tocava musicas muito particulares da regiao!

meus olhos nao sabiam por onde olhar e nem por onde clicar. nessa hora eu viro crianca e quero tudo de uma vez so e ao mesmo tempo!
entao, depois de mais de uma hora explorando o "chikam tower" nos atravessamos a rua pra visitarmos os pequenos templos, todos diferentes e cheios de particularidades.

pra minha sorte era um domingo de sol e as ruas e os templos estavam cheios de gente. muitas pessoas faziam oferendas aos seus deuses oferecendo-lhes doces, frutas e muito incenso. o cheiro no ar era maravilhoso! detalhe, aqui se compra incenso por kilo e nao se acende um ou dois e sim umas 100 gramas de cada vez! logico que comprei incenso por kilo, ne! muito legal!

bom, passando de um templo ao outro e observando tudo com muita atencao, eu vejo um templo relativamente grande em comparacao aos varios pequenos que eu tinha visitado ate entao.

na entrada do templo uma escultura muito colorida de um bufalo e uma crianca me chamou a atencao! adorei as cores vibrantes e o sorriso estampado na cara do menino.
no meio do templo uma pequena cobertura de madeira que parecia um tunel, onde uma pequena fila se formava! no final do tunel uma senhorinha linda de mais ou menos uns 252 anos benzia a todos que ali estavam. ao lado dela, um balde com uma agua extremamente cheirosa molhava alguns galhos e esses galhos eram passados pelo corpo do felizardo, tirando tudo o que era mal olhado.

vendo essa senhorinha deu uma saudade da minha benzedora favorita...minha memeia linda!

bom,
é logico que eu corri pra fila ne! eu amo uma benzecao, ou benzedura, ou bencao, ou passe! eu me sinto tao protegida e "limpa" depois que sou benzida que nao perco mesmo nenhuma chance de passar por tao pura e bela oracao!

ja nao tinha quase ninguem na fila quando eu resolvi nela entrar, na verdade so tinha um cara que ja estava sendo benzido e mais ninguem atras de mim. a linda senhorinha acabou de benzer o moco, virou as costas e estava indo embora quando o templo que estava relativamente cheio voltou os olhos pra mim e comecaram a chama-la de volta. eu ja tava fazendo beico! po, boicotada na fila da benzadura?!

mas onde eu estava nao dava mesmo pra ela me ver. assim que ela me viu, ela veio correndo com aquelas passadas miudinhas tipicas da mulher asiatica. com a cabeca baixa e aos maos juntas ela me pedia desculpas! imediatamente ela pegou os ramos e comecou a me benzer e eu toda concentrada com a primeira benzecao no oriente!

ela acabou de me benzer e nos duas fomos saindo quando um pessoal comecou a gritar e fazer sinais com a mao para que ela continuasse com o servico. quando eu levantei a cabeca e olhei a minha volta, varios celulares e cameras me fotografavam!
acredito eu que ha muitos anos eu nao ficava tao sem graca como eu fiquei nesse dia.
a bunitinha voltou e me benzeu ate todos tirarem suas fotos e eu fiquei molhada de tanta agua benta cheirosa!

quando as cameras e os celulares pararam, eu a abracei, agradeci e sai pra conhecer o templo onde me tornei celebridade! era o templo da deusa do mar! no fundo do predio, um jardim lindo, decorado com orquideas que tinham acabado de serem colhidas!
esse foi o ultimo templo visitado! andamos pela cidade mais um pouco e fomos em direcao ao mar da china!

fazia um tempinho bom que eu nao entrava no mar, e como o tempo estava de sol nao tive duvidas: me troquei dentro do carro mesmo e fui ser a "deusa do mar" por alguns minutos! ai que delicia! o vento estava forte e me fazia lembrar as palavras de guimaraes rosa...o mar nao tem desenho, porque o vento nao deixa...
ai ai, nos mineiros e o mar...

entao fiquei por ali um tempo me sentindo a propria deusa, a propria yemanja!

a erica uma hora dessa deve ta louca de ansiedade ou de raiva de mim, ne! o que que aconteceu mulher, fale de uma vezzzz!! calma moca bonita, calma!

entao, ja estava chegando a hora de voltar pra casa!
tirei a areia do pe, coloquei o vestido por cima do maio e pegamos a estrada novamente, passando por entre cidadezinhas horrorosas de feias e o pe fazendo piada dizendo que parecia a regiao da alsacea na franca que e linda demais.

aqui tem muito lugar bonito, mas normalmente o miolo das cidades sao mais feios que o c...da gia!

entao, na metade do caminho eu comecei a sentir uma angustia
, um aperto no coracao que eu nao entendia de onde vinha aquilo. a sensacao era muito forte! de repente eu comecei a chorar e eu chorava de solucar mesmo! aqueles choros sofridos que as lagrimas caem sem nenhum pudor!
e nao conseguia parar! por mais que eu tentava o chororo persistia!

e olha que dirigir chorando nao e tarefa muito facil nao. o pe do lado me olhava e nao entendia nada. bom, dessa vez nem eu mesma!

como se o choro nao fosse suficiente, me veio uma ansia, uma vontade de querer vomitar imensa que parecia que eu estava contaminada com algum rota virus qualquer! o meu estomago estava pessimo, os vomitos so aumentavam!

de repende nao mais que de repente me veio a imagem do templo, e do bufalo na minha cabeca e ai que a vontade de vomitar cresceu!
angustia, aperto no coracao, ansia de vomito e um pedaco de carne na mente. era isso que eu tinha. eu nao parava de pensar em carne!! se alguem descobrir a relacao de uma coisa com a outra ganha um churrasquinho!

mas a verdade e essa! eu pensava em carne com suas texturas, cheiros e formatos e meu estomago rodava dentro de mim! ainda esta assim, eu penso ou vejo carne e meu estomago embrulha. nao da mais!

nao tenho a menor idea do significado da benzecao daquela senhora! eu so sei que deu resultado
ja faz quase dois meses que eu como carne e nem sinto vontade. o pe faz pra ele e eu olho pra aquilo e e como se eu nunca tivesse comido antes! que reza mais braba meu deus!

entao depois dessa experiencia espiritual...acho q nao como carne nunca mais e a tendencia agora e ficar vewgetariana pelo o que eu tenho sentindo...



no capricho e adeus picanha!

segundo turno de benzedura e mais fotos!

primeiro turno! sendo benzida e fotografada para a revista caras!

eu chorando porque a benzedora nao me viu chegando...
o tunel da mnha vida

a inspiracao! aqui em taiwan nao se come carne de vaca,
porque esse animal ajuda na lida da fazenda!

dragoes que guardam a entrada do templo

os dragoes da independencia

entrada do templo "a deusa do mar", em tainan, taiwan

3 comentários:

Erica disse...

Nossa que chique essa prima famosa gente! Também não é por menos é Machado brilh aem qq lugar! rs
Mas assim, pode deixar que eu te ajudo a comer carne de novo, só quero ver se vc resisti a um almoço na Tropeiro! Humm, aquela picanha mal passada, humm, aquela picanha no alho, e o cumpim....
Humm, deixa eu ir que dei fome!
Bjoooooooooooooooo
Amuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Anônimo disse...

Ai que saudade bisssuuuurda!!!
Dadááá!!!
Nesses caminhos que te levam, leve a minha saudade também. Que se ela não for, eu que vou atrás d`ocê,trem!
te amo!
e brigada pelas lições de vida.
beeeeijo!
Desirée

caminhos que nos levam disse...

ericasinha da minha vida. eu vejo carne e meus estomago embruia!
almoco na tropeiro? to nessa! la tem palmito bommmmm
te amo demais minha linda!

desinha trem fei!
ce gosta de me fazer chorar que e uma coisa ne!!
falar o que? to aqui aos prantos!
te mao muito muito e sou muito orgulhosa da sua coragem!