30 de maio de 2012

Final de Semana na Tailândia - Sexta

Quinta-feira passada, depois de deixar o consultório da Dr. Jo e ela pedir ao Peter pra não me deixar sozinha, fui intimada a arrumar a mala e ir pra Tailândia. O homem de negócios tinha uma reunião no sábado e como se fosse novela, saí de casa no outro dia de manhã.
Achei ruim até sabe!!

Mas que depressa, cheguei em casa e arrumei a mala e na sexta cedinho, às 7, nós já estávamos no aeroporto.

Primeira parada foi Bangkok, que fica somente 3 horas de vôo daqui. No aeroporto tinha o gerente da empresa que organizou a reunião esperando por nós. Uma graça o carinha.

A reunião foi em Khon Kaen (Kon Quen), norte do país, e o vôo só era a noitinha. Então fomos pra um shopping onde os homens de negócio se encontraram pra um almoço.
Como a galera é quase toda chinesa, eles foram pra restaurante chinês o que eu acho um sacrilégio. Não, não é a comida chinesa que é um sacrilégio, é comer comida de seu próprio país quando se visita um outro, especialmente quando o país é a Tailândia, ou seja, comida maravilhosa!

Eu não me juntei ao grupo. Primeiro porque não era a minha praia e segundo que eu queria era comida Tailândesa.  Catei minha tralha e fui bater perna. Até parece, eu tava fraca fraca e fui logo pra um restaurante e comi um delicioso arroz com abacaxi e depois parei num café onde comi uma torta de ameixa divina.

Bolo de Ameixa de comer de joelhos
Arroz com Abacaxi, meu Deus isso é MUITO bom
Do shopping fomos de volta para o aeroporto e depois de um vôo loooonngggooooo de 40 minutos, chegamos a Khon Kaen.
Cara, que lugar quente. E úmido! E quente! Eu disse que lá é quente e muito úmido? Sério, eu já fui a Tailândia umas 6 vezes e não tinha sentindo nada igual.

Bom, chegamos tarde e tinha uma van, super iluminada mais parecendo carro alegórico ou disco voador, nos esperando no aeroporto e de lá fomos encontrar o pessoal da reunião que estava todo em um restaurante já jantando.

Van que mais parecia um disco voador
Salada de Papaya e MUITA pimenta
Sopinha básica de matar qualquer cândida
Cestinho charmoso servindo como...
...panelinha de arroz!
Esse cestinho de comida estava na mesa ao lado e eu não resisti e fui lá e peguei pra mim. Só na Tailândia mesmo pra servir arroz num cestinho desse! 

Do restaurante voltamos pro hotel porque a nós estávamos exaustos. Eu então nem se fala. Essa quantidade de remédio que eu tô tomando, 18 ao todo, mais a fraqueza, dores, febre, cansaço duplo... eita, parece fácil mas não é de jeito nenhum!

Quando nós chegamos no hotel, eu vi essa placa bem na porta da entrada. Não foi a primeira vez que eu vejo essa placa na entrada de hotel. 
O que é isso? Durian?

Durian é prima primeira da jaca brasileira só que é muito mais muito mais muito demais-da-conta-fedida. O cheiro é forte, e enche o ambiente. Então os hotéis colocam essa placa pra que os asiáticos, que são apaixonados por essa fruta, não a trazerem pra dentro do quarto e infestar tudo com o cheiro forte dessa fruta.
E eu agradeço demais por essa consideração. Já basta entrar em supermercado e sentir o cheiro desse trem...

Adoro essa plaquinha
Bom... depois de checked-in e banho fui direto pra cama e dormi como uma boa pedra. Um bom descanso era mais que necessário pra poder recarregar pro dia seguinte.

Por falar em dia seguinte...

3 comentários:

Madalena Marques disse...

Leandra, minha querida! eu tenho visto alguns posts seus no FB e não estava entendendo, e como não gosto de perguntar, fiquei sem entender. Mas hoje eu li tanto seu blog...e assim quero te dizer que nestes caminhos que te levam, que nos levam...às vezes voce sente uma brisa, uma aragem fresca? pois é meu pensamento do seu lado, pois quando existe amor, existe presença...mesmo que longes, estou aí do seu lado! bom dia!!! bjo

Caminhos Que Me Levam disse...

Que coisa mais linda Madá!

Eu sinto sim e é essa brisa que tem me mantido de pé.
Tô emocionada aqui do outro lado. É maravilhoso ter a certeza que existe amor presente.

Beijo imenso cheio de carinho!

Maze Oliver disse...

Sempre fico muito emocionada com suas postagens mundo à fora, porque eu sempre quis viver assim caminhando pelo mundo e fotografando. Como não posso, fico por aqui(no Acre) e fotografo o que acho bonito e me toca o coração.Meu site: maze.pag.zip.net
Bjs.